A moda é mesmo uma viagem

A moda é uma máquina de desejos que nos torna uma máquina de desejar. Desejamos o novo, o mais belo, temos uma sede por renovação que, a cada coleção, achamos que iremos matar. O problema é que essa é uma sede que nunca passa e, se nos deixarmos levar, acabamos esquecendo que temos um armário inteiro esperando por nós.

Como renovar o velho, fazendo dele novo? Esse é um exercício diário para quem gosta de moda: abrir o armário e fazer dele a nossa cartola! Será que conseguimos fazer diferente com o que parecer ser sempre igual?

O vestido viajante está aqui pra nos provar que dá, sim.

É só aguardar para conferir.

Beijos!

Fernanda